user warning: Duplicate entry '' for key 'name' query: INSERT INTO users (created) VALUES (1397653226) in /var/www/root/sites/www.volunteerministers.org/web/modules/user/user.module on line 327.

Glossário do Curso de Ajudas para Doenças e Lesões

Glossário do Curso de Ajudas para Doenças e Lesões
dar um acusar de recepção:

dê um acusar de recepção (a alguém). Veja também acusar a recepção neste glossário.

acusar a recepção:

Um acusar de recepção é algo dito ou feito para informar outra pessoa de que a sua declaração ou ação foi notada, compreendida e recebida.

ajuda:

um processo que pode ser feito para aliviar um desconforto de tempo presente e ajudar uma pessoa a recuperar mais rapidamente de uma acidente, perturbação ou doença.

audição:

O mesmo que processamento. Veja processamento neste glossário.

auditor:

alguém que foi treinado e é qualificado para aplicar o processamento de Scientology a indivíduos para o seu benefício. A palavra vem do Latim audire, que significa “escutar”. Veja também processamento neste glossário.

beingness:

condição ou estado de ser; existência. Beingness também refere–se a assunção ou escolha de uma categoria ou identidade. A beingness é assumida pela própria pessoa, ou dada à própria pessoa, ou é alcançada. Exemplos de beingness podem ser o nome, a profissão, uma das características físicas de uma pessoa, um papel dela num jogo — cada um ou todos esses poderiam ser chamados a beingness da pessoa.

cognição:

é uma compreensão nova acerca da vida. É uma frase do género “Quem diria, eu…” declaração; alguma coisa que a pessoa subitamente compreende ou sente.

confrontar:

encarar sem vacilar ou evitar. Confrontar é na verdade a capacidade de estar ali confortavelmente e percepcionar.

duplicação:

o ato de reproduzir algo de forma exata.

gradiente:

é uma aproximação gradual a algo, feita passo a passo, nível a nível, sendo cada passo ou nível, em si mesmo, facilmente alcançável — para que, finalmente, atividades complicadas e difíceis possam ser atingidas com relativa facilidade. O termo gradiente também se aplica a cada um dos passos dados numa abordagem deste tipo.

Processamento Locacional:

um tipo de processo que ajuda a orientar uma pessoa e colocá–lo em comunicação com seu ambiente.

Dianética da Nova Era:

a tecnologia que contém os últimos refinamentos de L. Ron Hubbard à audição de Dianética, desenvolveu as seguintes descobertas que ele fez em 1978. Ao usar a tecnologia de Dianética da Nova Era, uma pessoa pode alcançar as metas de Dianética mais rápido do que nunca antes foi possível. Veja também Dianética neste glossário.

postulado:

uma conclusão, decisão ou resolução sobre alguma coisa.

tempo presente:

o tempo que é o agora e que se torna passado quase tão rapidamente quanto o observamos. É um termo aplicado livremente para o meio ambiente existente no momento.

processo:

uma série de passos exatos ou sequência de ações aplicadas para alcançar um resultado desejado.

processamento:

uma forma única em Scientology de aconselhamento pessoal, a qual ajuda o indivíduo a observar a sua própria existência e a melhorar a sua capacidade para confrontar aquilo que ele é e onde ele está. O processamento é uma atividade precisa, completamente codificada com procedimentos exatos.

realidade:

aquilo que parece ser. A realidade é o grau de acordo alcançado pelas pessoas. Aquilo que acordamos ser real é real.

Scientology:

uma filosofia religiosa aplicada desenvolvida por L. Ron Hubbard. É o estudo e o manejo do espírito com relação a si mesmo, aos universos e outras formas de vida. A palavra Scientology vem do latim scio, que significa “saber” e a palavra grega logos, que significa “a palavra ou a forma externa pela qual o pensamento interior é expresso e dado a conhecer.” Assim, Scientology significa saber sobre o saber.

sessão:

o período de tempo durante o qual o processamento ocorre. Veja também processamento neste glossário.

somático:

uma palavra usada em Scientology para designar uma sensação corporal, doença, dor ou desconforto. Soma significa “corpo” em grego.

theta:

pensamento ou vida. O termo vem da letra grega theta (Θ), que os gregos usavam para representar o pensamento ou talvez espírito. Algo que é theta é caracterizado como razão, serenidade, estabilidade, felicidade, emoção alegre, persistência e os outros factores que o Homem geralmente considera desejáveis.

thetan:

a pessoa em si; não o seu corpo ou o seu nome, o universo físico, a sua mente ou qualquer outra coisa; é o que está consciente de estar consciente; a identidade que é o indivíduo. O termo thetan foi criado para eliminar qualquer possível confusão com conceitos mais antigos, não válidos. Deriva da letra grega theta que os gregos usavam para representar pensamento ou talvez espírito, ao qual se acrescentou um n (na língua inglesa) para fazer um substantivo, de acordo com o estilo moderno usado para criar palavras em Engenharia.